Contos do Zé

O Zé do conto, não chama Zé.
Zé é só porque muita gente chama Zé.
E quando você chama Zé, sempre tem alguém pra responder.
Ai | Comer | Final do Expediente | Angela | desafios | Índole | Hoje | Profissional | Rede
Voltar para o site
Ai

Ai eu me arrumei como roupas que tinha perto de mim
Era noite.
Ai sai do apartamento
Ai esperei o elevador chegar
Ai sai pela portaria
Ai eu ia dar boa noite para o porteiro
Ai vi que o porteiro é profissional pois dormia
Ai sai.
Ah a noite…. ô beleza.
O dia é legal também mas me dou melhor com a noite
Ai fui indo, indo , indo
Ai entrei em um bar que eu já conhecia
Sabia que iria entrar lá desde o momento que peguei
a camiseta pra sair mas pensei em tentar me surpreender
Ai consegui ficar surpreso com minha falta de capacidade
em me surpreender
Ai entrei
Ai cumprimentei quem achei que merecia ser cumprimentado
Ai sentei…nunca no mesmo lugar pois gosto de variar
Ai pedi minha bebida
Ai a bebida chegou…claro que não chegou sozinha
Ai estava tudo como eu teria planejado se tivesse planejado
Ai então…
Ai então que alguém se aproximou e se fez conhecer
Ai achei que seria de bons modos meus dizer-lhe: caiu fora, filha
da puta, não tô afim de papo
Ai lembrei que minha mãe ficaria muito puta comigo se eu assim o
fizesse
Ai não fiz
Ai ela começou a falar eu ali fingindo que ouvia
Ai percebi que a ela não queria me conhecer e sim que eu a conhecesse
Ai tudo bem…mas não paguei uma bebida se quer
Ai ela deixou-se enganar por minhas palavras sem sentindo sobre a vida
dela que a mim pouco interessava
Ai paguei a conta, a minha
Ai saímos
Ai chegamos
Ai metemos
Ai eu disse que tinha que acordar cedo e ela entendeu rapidinho
Ai ela foi embora
Ai eu preparei um copo de café com adoçante liquido na pia
Ai procurei as bolachas doces murchas porque esqueci o pacote aberto
Ai não achei
Antes era pra colocar o copo com água em cima da TV
Ai agora ele manda colocar na frente da TV
só que minha TV é na parede babaca
Ai fiquei cansado
Foi ai que eu dormi.

01/07/2016